Teoria das Situações Didáticas e o Ensino Remoto em tempos de pandemia: Uma proposta para o Ensino do conceito de Volume por meio da plataforma Google Meet e o software GeoGebra

Autores/as

  • ROSALIDE CARVALHO DE SOUSA Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Ceará
  • José Gleison Alves da Silva Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará
  • Francisco Régis Vieira Alves Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará
  • Francisca Cláudia Fernandes Fontenele Universidade Estadual Vale do Acaraú
  • Daniel Brandão Menezes Universidade Estadual Vale do Acaraú

DOI:

https://doi.org/10.24215/18509959.28.e21

Palabras clave:

Teoria das situações didáticas, Ensino remoto, Engenharia didática, Volume, GeoGebra, Formação de professores

Resumen

Em meio à pandemia do Coronavírus – COVID 19 e ao distanciamento social que causou o fechamento de todas as instituições de ensino de todo o mundo, professores foram obrigados, de forma emergencial, a reinventarem-se no processo de transmissão do ensino para os estudantes com o propósito de diminuir o impacto que tal situação provocou no procedimento estratégico do aprendizado. Diante disso, este artigo apresenta alguns resultados de uma investigação em andamento, que acontece no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará – IFCE, Brasil, cuja aplicação foi realiza por

intermédio do Ensino Remoto. Esses resultados buscaram responder ao seguinte questionamento: É possível, por intermédio do Ensino Remoto, aplicar as dialéticas da Teoria das Situações Didáticas (ação, formulação, validação e institucionalização), de modo a promover o desenvolvimento lógico dedutivo para a resolução de problemas? Dessa forma, apresenta-se uma situação didática no viés do ENEM que foi estruturada nas quatro fases da TSD, com o amparo do software GeoGebra e alicerçada na EDF, em que a principal característica é a produção de recursos didáticos e a formação de professor. Utilizou-se o GeoGebra para modelar o problema, pois possibilita que o aprendiz movimente e visualize elementos e propriedades matemáticas essenciais para o desenvolvimento do raciocínio lógico-dedutivo necessários à resolução de problemas.

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Biografía del autor/a

ROSALIDE CARVALHO DE SOUSA, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Ceará

Licenciada em Ciências Habilitação em Matemática pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA). Pós-Graduada em Metodologia do Ensino Fundamental e Médio, pela Universidade Estadual Vale do Acaraú. Professora efetiva da Secretaria de Educação do Estado do Ceará – SEDUC. Mestranda em Ensino de Ciências e Matemática pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Ceará - IFCE.

José Gleison Alves da Silva, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará

Mestrando em Ensino de Ciências e Matemática pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará – IFCE, Licenciado em Matemática pela Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA, Professor de Matemática da rede Municipal de Sobral – CE (Brasil).

Francisco Régis Vieira Alves, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará

Mestrado em Matemáticaa Pura plea Universidade Federla do Ceará (UFC) e mestrado em Educação, com ênfase em Educação Matemática, pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Doutorado con ênfase no ensino de Matemática (UFC). Professor Titular do Departamento de Matemátida do Insituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Ceará - IFCE - Fortaleza/CE, Brasil. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPQ - PQ2, Brasil. Docente do Mestrado Acadêmico em Ensino de ciências e Matemática PGECM/IFCE. Docente do Mestrado Profissional em Ensino de Ciências e Matemática ENCIMA/UFC. Docente do Mestrado Acadêmico em Educação Profissional e Tecnológico PROEPT/IFCE.

Francisca Cláudia Fernandes Fontenele, Universidade Estadual Vale do Acaraú

Licenciada em Matemática. Mestre e Doutora em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade Federal do Ceará (UFC), na linha de Pesquisa de Educação, Currículo e Ensino. Pós-doutoranda em Educação Profissional e Tecnológica. Professora Assistente do curso de Licenciatura em Matemática da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA).

Daniel Brandão Menezes, Universidade Estadual Vale do Acaraú

Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Ceará - UFC, Mestre em Matemática pela UFC, Licenciado em Matemática pela Universidade Estadual do Ceará - UECE e professor titular da Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA, Brasil.

Citas

ONU News (2020, Mar 11). Organização Mundial da Saúde declara novo coronavírus uma pandemia. [Online]. Available: https://news.un.org/pt/story/2020/03/1706881

JusBrasil. (2020, oct 6). Lei 14040/20 | Lei no 14.040, de 18 de agosto de 2020 [Online] Available: https://presrepublica.jusbrasil.com.br/legislacao/91397655 9/lei-14040-20

G. Brousseau. Théorisation des phénomènes d'enseignement des mathématiques. Mathematics. Université Sciences et Technologies - Bordeaux I, 1986.

W. M. Pommer. A Engenharia Didática em sala de aula: Elementos básicos e uma ilustração envolvendo as Equações Diofantinas Lineares. São Paulo: 2013.

S. Almouloud and M. J. F. Silva, “Engenharia Didática: evolução e diversidade,” Revista eletrônica de Educação Matemática, vol. 7, no. 2, pp. 22-52, 2012.

M. J. Perrin-Glorian, P. M. B. Bellemain, “L’ingenierie didactique entre recherche et ressource pour l’enseignement et la formation des maitres,” Caminhos da Educação Matemática em Revista, vol. 9, no. 1, 2019.

M. Artigue, “Ingenieria Didática,” in Ingeniéria didatica en Educacion Matemática: Un esquema para la investigación y la innovación en la enseñanza y el aprendizaje de las matemáticas. M. Artigue, R. Douady, L. Moreno, P. Gomez, Ed., Bogotá: Grupo Editorial Iberoamericano, 1995, pp. 33-61.

M. Artigue. “Engenharia Didática,” in Didática das Matemáticas. J. Brun, Ed., Tradução de: Maria José Figueiredo. Lisboa: Instituto Piaget, Cap. 4. pp. 193-217, 1996.

S. A. Almouloud. Fundamentos da Didática da Matemática. São Paulo: UFPR, 2007.

G. Brousseau, Theory of didactical situations in mathematics: didactique des mathématiques, 1970_1990. New York, Boston, Dordrecht, London, Moscow: Kluwer Academic Publishers, 2002.

G. Brousseau. Glossaire de quelques concepts de la théorie des situations didactiques en mathématiques, 2010.

A. P. R. A. Santos and F. R. V. Alves, “A Teoria das Situações Didáticas no ensino das Olimpíadas de Matemática: Uma Aplicação do Teorema de Pitot,” Revista IndagatioDidactica, vol. 9, no. 4, pp. 279-296, 2017.

A. P. R. A. Santos and F. R. V. Alves, “O cálculo de áreas: uma aplicação da engenharia didática no contexto das Olimpíadas de Matemática,” Revista Indagatio Didactica. vol. 2, no. 10, pp. 199-222, 2018.

S. Nobre and A. L. Manrique, “Análise de uma sequência didática envolvendo conteúdos de geometría,” Educação Matemática em Pesquisa, vol. 21, no. 5, pp. 134-150, 2019.

T, Figueroa and S. A. Almouloud, “Análise de uma sequência didática envolvendo conteúdos de geometría,” Educação Matemática em Pesquisa. vol. 21, no. 5, pp. 134-150, 2019.

J. G. A.Silva, F. R. V. Alves and D. B. Menezes, “Uma Engenharia Didática (ED) aplicada a Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas e Privadas (OBMEP): Situações Didáticas Olímpicas para o ensino de Geometria Euclidiana plana,” REMAT, vol. 17, pp. 1- 16,2020.

J. A. Moreira and E. Schlemmer, “Por um novo conceito e paradigma de educação digital online,” Revista UFG, vol. 20, pp. 1-35, 2020.

C. Tamayo and M. T. Silva, “Desafios e possibilidades para a educação (Matemática) em tempos de “Covid – 19” numa escola em crise,” Revista Latinoamericana de Etnomatemática, vol. 13, no. 1, pp. 29-48, 2020.

W. G. B. Abrantes and J. L. C. Filho, “Desdobramentos do ensino de Matemática remoto em tempos de isolamento social: avanços e obstáculos” in CONEDU: VII Congresso Nacional de Educação, Maceió – AL, 2020.

M. J. Perrin-Glorian, “Questions didactiques soulevées à partir de l’enseignement des mathématiques dans les classes «faibles»,” Recherches en didactique des mathématiques, vol. 13, pp. 5–118, 1993.

C. Laborde, “Teaching learning projects and didactical engineering,” La matematica e la sua didattica, vol. 25, no. 2, pp. 163–179, 2017.

A. C. Costa, A. P. B. Bermejo and M. S. F. Moraes, “Análise do Ensino de Geometria,” in X Encontro Gaúcho de Educação Matemática, pp.1-10, 2009.

A. P. N. B. Figueiredo, P. M. B, Bellemain and R. A. M. Teles, “Grandeza Volume: um estudo exploratório sobre como alunos do ensino médio lidam com situações de comparação,” Bolema, vol. 28, no.50, pp. 1172-1192, 2014.

R. Douady and M. J. Perrin-Glorian, “Um processo d’appentissage du concepet d’airedesurface plane,” Educational Studies in Mathematics, vol. 20, no. 4, pp. 387-424, 1989.

C. A. Vuelma, V. C. Garcia and V. Trevisan, “Ensino de áreas e volumes: articulação do mundo físico com os objetos geométricos e suas representações,” in Reflexão e pesquisa na fomração do professor de Matemática. V. C. V. Garcia, E. Z. Búrigo, M. V. A. Basso and M. A. Gravina, Org., Porto Alegre: Evangraf UFRGS, 2011, pp. 197-228.

M. Paiva, Matemática Paiva. 2. ed. São Paulo Moderna, 2013.

L. R. Dante, Matemática: Contexto & Aplicações. 3. ed. São Paulo: Ática, 2016.

G. Iezzi, O. Dolce, D. Degenszajn, R. Périgo and N. Almeida. Matemática: ciências e aplicações. 9. ed. São Paulo: Saraiva, 2016.

Brasil. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Provas do ENEM. [Online] Available: http://portal.inep.gov.br/provas-e-gabaritos

R. C. de Sousa, F. R. V. Alves and F. C. F. Fontenele, “Engenharia Didática de Formação (EDF): uma proposta de situação didática do ENEM com o uso do software GeoGebra para professores de matemática no Brasil,” Revista Iberoamericana de Tecnologia en Educación y Educación en Tecnología, no. 26, pp. 90-99, 2020.

Publicado

2021-04-01

Cómo citar

[1]
R. CARVALHO DE SOUSA, J. G. Alves da Silva, F. R. Vieira Alves, F. C. . Fernandes Fontenele, y D. Brandão Menezes, «Teoria das Situações Didáticas e o Ensino Remoto em tempos de pandemia: Uma proposta para o Ensino do conceito de Volume por meio da plataforma Google Meet e o software GeoGebra», TEyET, n.º 28, p. e21, abr. 2021.

Número

Sección

Artículos originales