Revista Iberoamericana de Tecnología en Educación y Educación en Tecnología

https://teyet-revista.info.unlp.edu.ar/

Número 32 | Especial - Marzo 2022
Secretaría de Postgrado - Facultad de Informática - Universidad Nacional de La Plata
ISSN 1850-9959

S├ŹNTESIS DE TESIS

 

Saber G-estar: construção e validação de um aplicativo móvel para educação em saúde no ciclo gravídico­-puerperal

Vanessa Cristina de Vasconcelos Grossi
Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Brasil


Cita sugerida: V. C. de V. Grossi, “Saber G­estar: construção e validação de um aplicativo móvel para educação em saúde no ciclo gravídico­-puerperal,” Revista Iberoamericana de Tecnología en Educación y Educación en Tecnología, no. 32, pp. 139-140, 2022, doi: 10.24215/18509959.32.e15

Palabras clave: Aplicativos móveis, Tecnologias da informação, Educação em saúde, Gestação, Pós­parto

 

Motivación

A motivação para esta pesquisa surgiu a partir da atuação como enfermeira obstétrica no Sistema Único de Saúde nos cenários de parto e nascimento no ambiente hospitalar no Rio de Janeiro (Brasil) mediante a constatação da defasagem de informações relacionadas ao ciclo gravídico-puerperal apresentadas pelas gestantes e puérperas. Este fato, somado à percepção do uso cada vez mais difundido de dispositivos e aplicativos móveis entre as mulheres, trouxe à tona o anseio de criar uma estratégia digital criada por uma enfermeira obstétrica, gratuita e de fácil uso, com orientações e informações qualificadas e linguagem simples, através da investigação das reais necessidades de saúde expressas pelas mulheres no ciclo gravídico-puerperal, sendo dessa forma desenvolvido o aplicativo Saber G-estar.

Aporte de la tesis

Esta tese evidenciou as etapas para construção do aplicativo móvel gratuito Saber G-estar para educação em saúde no ciclo gravídico-puerperal mediante a investigação das necessidades de informações e orientações em saúde das gestantes, da construção do arcabouço tecnológico utilizando a linguagem de programação JAVASCRIPT, do design através do design centrado no usuário e da validação do aplicativo utilizando o Modelo de Aceitação de Tecnologia (TAM) e as características de qualidade do método Mobile Learning Evaluation (MoLEva).

Após a validação do aplicativo pelas usuárias, foram identificados o índice de validade de conteúdo global do aplicativo (IVC= 0,98) e o índice Kappa (Kappa = 0,96), demonstrando a concordância satisfatória das gestantes com os critérios e as características de qualidade previamente definidos para o alcance dos objetivos do aplicativo, configurando-se como uma tecnologia digital válida.

Este resultado confirma a possibilidade de uso desta tecnologia como ferramenta de apoio para as práticas de educação em saúde no ciclo gravídico-puerperal, possibilitando a transmissão de informações e orientações qualificadas, tendo em vista a necessidade de fortalecer práticas de educação em saúde, que se configuram como objeto de transformação social, exercício de direitos e desenvolvimento da autonomia das mulheres, vislumbrando a melhoria da atenção à saúde da mulher e do recém-nascido no ciclo gravídico-puerperal.

Líneas de I/D futuras

A partir da tese, espera-se que o aplicativo móvel Saber G-estar, por ter sido criado com rigor científico e metodológico no seu desenvolvimento, ser gratuito, de fácil manuseio e compreensão, estar disponível nas principais lojas de aplicativos (Play Store e App Store) e por dispensar o uso da internet para utilização após download, adquira grande propagação entre as mulheres interessadas na temática do aplicativo, e se torne um objeto de disseminação de educação em saúde no ciclo gravídico-puerperal através de seu conteúdo qualificado e de seus recursos interativos. Através da educação em saúde oferecida no aplicativo, pretende-se contribuir para a transformação do modelo de atenção à saúde da mulher ainda vigente, o qual é pautado na medicalização do parto e nascimento, e para melhores desfechos perinatais, tornando a mulher empoderada, através do acesso a informações e orientações qualificadas, de modo que se torne protagonista do seu ciclo gravídico-puerperal. Pretende-se, também, que o aplicativo móvel Saber G-estar se torne uma tecnologia digital educacional aliada dos profissionais de saúde, sendo utilizada para suporte e incrementação da educação em saúde realizada no ciclo gravídico-puerperal, facilitando a assimilação das informações e orientações pelas mulheres, a autonomia e a construção compartilhada de conhecimentos. Além disso, almeja-se que este aplicativo ofereça visibilidade às enfermeiras obstétricas pela sua importante atuação na realização da educação em saúde no ciclo gravídico-puerperal e contribua para a aproximação destas profissionais com as tecnologias educacionais digitais através do desenvolvimento de novas tecnologias que auxiliem no cuidado e assistência à saúde da mulher e do recém-nascido, e do fomento de novos estudos sobre o tema.

Informação adicional

Carrera: TESIS DE MESTRADO PROFISSIONAL EM SAÚDE E TECNOLOGIA NO ESPAÇO HOSPITALAR - Universidade Federal do Rio de Janeiro

Directora de la tesis: Dra. Cristiane Rodrigues da Rocha

El texto completo del trabajo de tesis se encuentra disponible en: http://www.repositorio-bc.unirio.br:8080/xmlui/bitstream/handle/unirio/13225/DISSERTACAO%20MESTRADO%20VANESSA%20GROSSI%20vers%c3%a3o%20biblioteca2%20%281%29.pdf?sequence=3&isAllowed=y